Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas

  • Código: ME00223A
  • Marca: Ibramed
  • Disponibilidade: Pronta-entrega
  • Descrição: O Thermopulse Solid State Ibramed, é um aparelho de Diatermia por Ondas Curtas, para tratamento Fisioterapêutico de vários distúrbios musculoesqueléticos. O aparelho gera energia de radiofrequência (alta frequência) sob a forma de radiação eletromagnética intencional para tratamento de várias patologias. O aparelho consiste em um circuito gerador de onda senoidal, que produz uma corrente com frequência de 27,12 MHz e um circuito ressonante que pode ser sintonizado exatamente na mesma frequência. O Thermopulse possui 3 modos de aplicação, incluindo pulsado, que permite que sejam emitidos disparos de energia eletromagnética a intervalos pré-programados de tempo, minimizando o efeito térmico para controle da dor e do edema e acelerando a cicatrização. Com o Thermopulse é possível realizar tratamentos no modo capacitivo, utilizando um par de placas conectado ao equipamento, a região a ser tratada é posicionada entre as placas, ou também no modo Indutivo, utilizando um eletrodo em forma de hélice, aplicada paralelamente à superfície da pele. É versátil, possui display digital, botões de controle, memória para gravar 10 protocolos particulares, e ainda, é prático, dispensa uso de rack, pois sua estrutura é completa com rodízios com travas. O Thermopulse possui tecnologia de operação por transistores, conferindo resistência e durabilidade, em comparação a equipamentos que utilizam válvulas. Confira!
  • ...Veja mais informações
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas
  • R$ 7.990,00
    em até 12x R$ 665,83 s/ juros
  • R$ 7.590,50- (5% à vista)
  • Retire este produto na loja
  • Vendido e entregue por SHOPVITA
  • R$ 7.590,50 no boleto bancário5% de desconto
  • R$ 7.590,50 em 1x no cartão5% de descontoMais opções de parcelamento

Descrição do Produto

O Thermopulse Solid State Ibramed, é um aparelho de Diatermia por Ondas Curtas, para tratamento Fisioterapêutico de vários distúrbios musculoesqueléticos. O aparelho gera energia de radiofrequência (alta frequência) sob a forma de radiação eletromagnética intencional para tratamento de várias patologias. O aparelho consiste em um circuito gerador de onda senoidal, que produz uma corrente com frequência de 27,12 MHz e um circuito ressonante que pode ser sintonizado exatamente na mesma frequência. O Thermopulse possui 3 modos de aplicação, incluindo pulsado, que permite que sejam emitidos disparos de energia eletromagnética a intervalos pré-programados de tempo, minimizando o efeito térmico para controle da dor e do edema e acelerando a cicatrização. Com o Thermopulse é possível realizar tratamentos no modo capacitivo, utilizando um par de placas conectado ao equipamento, a região a ser tratada é posicionada entre as placas, ou também no modo Indutivo, utilizando um eletrodo em forma de hélice, aplicada paralelamente à superfície da pele. É versátil, possui display digital, botões de controle, memória para gravar 10 protocolos particulares, e ainda, é prático, dispensa uso de rack, pois sua estrutura é completa com rodízios com travas. O Thermopulse possui tecnologia de operação por transistores, conferindo resistência e durabilidade, em comparação a equipamentos que utilizam válvulas. Confira!

Diferenciais e Benefícios

  • Dinâmico: possui os modos contínuo, pulsado e pulsado automático, ajustáveis de acordo com as necessidades terapêuticas;
  • Seguro: terapia de Diatermia por Ondas Curtas é uma técnica segura, e não invasiva, termoterapia mais eficiente que aplicações de calor superficial;
  • Prático: o aparelho é de fácil manuseio, com botões e LED indicativo de funcionamento, o visor de cristal líquido alfanumérico, tornam o uso simples e intuitivo;
  • Eficiente: o aparelho permite utilizar eletrodos capacitivos e indutivo, como possibilidade de aplicação, segura e confortável, de acordo com as necessidades terapêuticas de cada paciente;
  • Confiável: permite programar até 10 protocolos particulares, conferindo agilidade e praticidade a rotina clínica diária, além de possuir rodízios com travas que facilitam o deslocamento pelos ambientes;
  • Versátil: possui sintonia automática, em qualquer modo, o aparelho irá ajustar automaticamente o circuito para assegurar sempre a máxima transferência de energia de radiofrequência para o paciente, durante o tratamento.

Indicações

  • Alívio da dor;
  • Redução dos espasmos musculares;
  • Diminuição da rigidez articular;
  • Contraturas musculares;
  • Aumento do fluxo sanguíneo local;
  • Condições inflamatórias crônicas;
  • Bursites;
  • Tenosinovites;
  • Sinovites;
  • Doença inflamatória crônica da pelve.

Efeitos fisiológicos

  • Aumenta o fluxo sanguíneo local;
  • Diminui a inflamação local;
  • Alivio de dores e espasmos musculares;
  • Aumenta a extensibilidade do tecido colagenoso profundo.

Associações terapêuticas

  • Sonopulse  1 e 3 MHz Ibramed: associado ao Thermopulse, o ultrassom irá potencializar o efeito anti-inflamatório e melhora do controle e redução da dor.
  • Laserpulse Ibramed: o laser possui efeitos analgésicos e de reparação tecidual, que associado ao Thermopulse, acelera o processo de recuperação;
  • Thork Ibramed: aparelho de ondas de choque que estimula os fibroblastos, associado ao Thermopulse, potencializa os efeitos auxiliando a vascularização e relaxamento muscular.

Informações Adicionais

  • O Thermopulse produz campos elétricos e campos magnéticos com correntes de alta frequência oscilantes e são estes campos alternados que produzem os efeitos fisiológicos e os benefícios terapêuticos;
  • Nestas frequências a energia electromagnética é convertida em energia térmica pelo indução de correntes circulantes no tecido isolante. O efeito de aquecimento produzido por diatermia por ondas curtas auxilia o processo de cicatrização, gerando calor profundo no tecido, resultando em numerosos efeitos benéficos;
  • A aplicação do Thermopulse pode ser realizada em 3 modos, incluindo o pulsado (ondas curtas pulsadas não térmicas), isto é, permite que sejam emitidos disparos de energia eletromagnética a intervalos pré-programados de tempo, minimizando o efeito térmico para controle da dor, do edema e acelerar a cicatrização;
  • Diatermia por Ondas Curtas (DOC):
  • O Thermopulse produz um aquecimento detectável nos tecidos profundos, isso é denominado diatermia de nível térmico. O calor produzido é proporcional à densidade de energia aplicada e o maior aquecimento ocorre em tecidos com maior condutividade. A intensidade de potência é dada em watts (10 a 150 W);
  • Diatermia por Ondas Curtas Pulsado (DOCP):
  • O Thermopulse atua sempre em potência máxima (modo capacitivo: 150 W e para indutivo: 80 W), e apresenta frequência variável de 50 a 800 Hz com incremento de 10 Hz e duração de pulso variável de 100 a 400 µs com incrementos de 10 µs;
  • Diatermia por Ondas Curtas Pulsado Automático (DOCA):
  • O Thermopulse atua sempre em potência máxima (modo capacitivo: 150 W e para indutivo: 80 W). Porém, percorre automaticamente séries de varredura de frequências de 50 a 160 Hz e de 160 Hz até 50 Hz em passos de 10 Hz.
  • Com o Thermopulse é possível utilizar duas técnicas de aplicação:
  • Técnica Indutiva:
  • Nessa técnica, uma corrente elétrica é gerada dentro do aparelho e transmitida para uma bobina. Essa corrente, por sua vez, cria um campo magnético em ângulo reto com o fluxo da corrente, que é direcionado para a parte do corpo a ser tratada. Já o campo magnético, age apenas como um meio transportador, levando essa corrente até os tecidos. Utiliza um eletrodo em forma de hélice achatada e a espiral contida no tambor (mônode) deve ser aplicada paralelamente à superfície da pele.
  • Técnica Capacitiva:
  • Nesse tipo de técnica, o sinal de ondas curtas é aplicado com o uso de 2 eletrodos vulcanizados do mesmo tamanho, e precisam ser aplicados de maneira equidistante,  formando um ângulo reto com a pele;
  • Os eletrodos podem ser dispostos pelo modo longitudinal (um eletrodo em cada extremidade do membro), coplanar (ambos aplicados no mesmo lado do membro) ou contraplanar (um eletrodo em cada lado do membro).

Conservação

  • Evite locais sujeitos a vibrações;
  • Evite ambientes úmidos, quentes e empoeirados;
  • Não bloqueie a ventilação da parte traseira do aparelho;
  • Certifique-se que a área em torno do cabo de força esta livre;
  • Não introduza objetos nos orifícios do dispositivo;
  • Desligue o equipamento da fonte de alimentação, e limpe com um pano limpo umedecido com água e sabão antibacteriano suave;
  • Se for necessária uma limpeza mais estéril, use um pano umedecido com um líquido de limpeza antimicrobiano;
  • Trave os rodízios quando posicionar o equipamento na posição desejada;
  • A instalação deve respeitar a distância de 10m² de outros aparelhos, se possível utilizar a gaiola de Faraday.

Contraindicações

  • Dispositivo eletrônico implantado;
  • Pacientes com hemorragias ou risco de hemorragia;
  • Pacientes com quadros sépticos e empiemas;
  • Sobre áreas neoplásicas;
  • Sobre implantes metálicos, áreas onde os implantes foram removidos e implantes danificados;
  • Presença de edemas agudos;
  • Hipoestesia térmica (percepção térmica exagerada ou muito aguda);
  • Inflamações agudas;
  • Doença vascular obstrutiva com insuficiência circulatória;
  • Sobre o tórax;
  • Em gestantes ou sobre útero potencialmente grávido;
  • Pacientes com Distrofia Simpático Reflexa (Atrofia de Sudeck - fases I e II);
  • Trombose Venosa Profunda;
  • Sobre órgãos reprodutores;
  • Após laminectomia, espinha bífida;
  • Sobre seios carotídeos, gânglio estrelado cervical ou nervo vago;
  • Sobre região de tireóide;
  • Sobre epífise óssea de crianças e adolescentes em crescimento;
  • Cuidado com pacientes obesos: a diatermia deve ser usada com cuidado, pois pode aquecer a gordura excessivamente;
  • Cuidado especial deve ser tomado se a roupa do paciente  estiver molhada ou úmida, uma vez que as peças de vestuário podem aquecer mais rapidamente e mais intensamente do que o corpo do paciente;
  • Vestimentas de fibras sintéticas (perlon, nylon, etc)  não absorvem bem a transpiração e podem acumular umidade na pele, portanto, recomenda-se que as áreas do corpo em tratamento sejam despidas e secas.

Itens Inclusos

  • 01 Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas;
  • 01 Cabo de força destacável;
  • 01 Kit Eletrodo Vulcanizado para Thermopulse Solid State;
  • 01 Kit Eletrodo Indutivo para Thermopulse Solid State;
  • 01 Cartela de fusíveis, contendo 2 fusíveis de 5A;
  • 01 Cinta para eletrodo indutivo grande.

Acessórios Opcionais

  • Vendido separadamente:
  • ME01045A - Eletrodo Vulcanizado para Thermopulse Solid State e Compact - 1,25m - Ibramed.

Especificações Técnicas

  • Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas;
  • Terapia: Diatermia por Ondas Curtas;
  • Aparelho gera energia de radiofrequência (alta frequência em 27,12 MHz);
  • Modo: DOC, DOCP e DOCA;
  • Sintonia automática: ajuste automático, assegurando sempre a máxima transferência de energia de radiofrequência para o paciente durante o tratamento;
  • Eletrodo: capacitivos ou indutivos;
  • Modo pulsado com variação de frequência automática: 50 a 800 Hz (incremento de 10 Hz);
  • DOC: Diatermia por Ondas Curtas;
  • DOCP: Diatermia por Ondas Curtas Pulsado;
  • DOCA: Diatermia por ondas curtas Pulsado Automático;
  • Saída de potência do modo capacitivo: 10 a 150 W (50 ohms);
  • Saída de potência do modo indutivo: 10 a 80 W (50 ohms);
  • Duração do pulso: 100 a 400 µs (com incremento de 10 µs);
  • Frequência de pulso: 50 a 800 Hz (com incremento de 10 Hz);
  • Tempo de tratamento: 1 a 60 minutos (incrementos de 1 minuto);
  • Área do eletrodo capacitivo: 270 cm² (cada eletrodo);
  • Área do eletrodo indutivo: 85 cm²;
  • Detém rodízios com travas de segurança;
  • Memória para 10 protocolos particulares;
  • Alimentação: bivolt automático.

Ficha Técnica

PotênciaModo Capacitivo: 10 a 150 W (50 Ohms) / Modo Indutivo: 10 a 80 W (50 Ohms)
TerapiaDiatermia por Ondas Curtas
Frequência27,12 MHz
ModoContínuo, Pulsado e Automático
Canais02 canais de saída para eletrodos capacitivos / 01 canal de saída para eletrodo indutivo
EletrodosCapacitivo e Indutivo
ProtocolosMemória para 10 protocolos particulares

Pesos e Medidas

  • Dimensões do produto
  • Dimensões (C x L x A)
  • 77.0 x 39.0 x 39.0 cm
  • Peso Kg
  • 27.6
  • Dimensões da embalagem
  • Dimensões Embalado (C x L x A)
  • 48.0 x 48.0 x 90.0 cm
  • Peso Embalado Kg
  • 32.0

Perguntas Frequentes

  • Sim, antes de iniciar o tratamento, certifique-se de que o paciente não esta utilizando pulseiras, anéis, relógios, fivelas, fechos de sutiã ou qualquer adorno metálico, incluindo telefone celular.
  • Pois isso irá interferir na transferência de energia ao paciente, reduzindo a eficiência terapêutica.
  • Não, os eletrodos não podem ser esterilizados, somente higienizados com pano limpo e macio.
  • O uso do Thermopulse restringe-se à Médicos e Fisioterapeutas, ou ainda a profissionais da saúde devidamente licenciados.
  • Os contraceptivos intrauterinos (DIU) que contém cobre, possuem uma quantidade pequena de metal e não constituem risco para as mulheres durante o tratamento com ondas curtas.
  • Sim, os equipamentos de comunicação por radiofrequência, sejam eles normais ou portáteis, causam interferência no aparelho.
  • Somente se a pessoa possuir alergia a silicone, caso contrário, não existe risco de efeitos danosos às células ou irritação potencial na pele do paciente.
  • Podem ser posicionados em 4 diferentes modos: Paralelo (coplanar) - eletrodos são colocados no mesmo lado da região a ser cuidada para tratar estruturas mais superficiais (ex: a musculatura paravertebral). Transversal (contraplanar) - eletrodos são colocados nos lados opostos da região a ser tratada para atingir estruturas localizadas profundamente (ex: articulações). Longitudinal - eletrodos são posicionados de forma que a energia passe transversalmente aos tecidos da região a ser tratada para atingir estruturas localizadas profundamente. Modo fogo cruzado - metade do tratamento é feito com os eletrodos na posição transversal e na segunda metade os eletrodos são reposicionados em ângulo reto.
  • Deverá ser aplicado paralelamente à superfície da pele. Em tratamentos, posicione o eletrodo indutivo em relação a área a ser tratada e use a cinta elástica para sua fixação.
  • A intensidade de potência deve ser ajustada de acordo com as necessidades terapêuticas e considerando principalmente o feedback do paciente sobre sua sensação térmica.
  • As diferenças estão basicamente no modo de aplicação e a profundidade de alcance de calor nos tecidos. Os equipamentos de diatermia por Micro-Ondas produzem uma corrente alternada de alta frequência em uma antena, é um equipamento útil para tratamentos de pequenas áreas, as micro-ondas geram mais calor nos tecidos com alta condutividade elétrica (músculos), entretanto, essa radiação penetra menos profundamente do que a Diatermia indutiva por Ondas Curtas.
  • Informações do Produto

    Descrição do Produto

    O Thermopulse Solid State Ibramed, é um aparelho de Diatermia por Ondas Curtas, para tratamento Fisioterapêutico de vários distúrbios musculoesqueléticos. O aparelho gera energia de radiofrequência (alta frequência) sob a forma de radiação eletromagnética intencional para tratamento de várias patologias. O aparelho consiste em um circuito gerador de onda senoidal, que produz uma corrente com frequência de 27,12 MHz e um circuito ressonante que pode ser sintonizado exatamente na mesma frequência. O Thermopulse possui 3 modos de aplicação, incluindo pulsado, que permite que sejam emitidos disparos de energia eletromagnética a intervalos pré-programados de tempo, minimizando o efeito térmico para controle da dor e do edema e acelerando a cicatrização. Com o Thermopulse é possível realizar tratamentos no modo capacitivo, utilizando um par de placas conectado ao equipamento, a região a ser tratada é posicionada entre as placas, ou também no modo Indutivo, utilizando um eletrodo em forma de hélice, aplicada paralelamente à superfície da pele. É versátil, possui display digital, botões de controle, memória para gravar 10 protocolos particulares, e ainda, é prático, dispensa uso de rack, pois sua estrutura é completa com rodízios com travas. O Thermopulse possui tecnologia de operação por transistores, conferindo resistência e durabilidade, em comparação a equipamentos que utilizam válvulas. Confira!

    Diferenciais e Benefícios

    • Dinâmico: possui os modos contínuo, pulsado e pulsado automático, ajustáveis de acordo com as necessidades terapêuticas;
    • Seguro: terapia de Diatermia por Ondas Curtas é uma técnica segura, e não invasiva, termoterapia mais eficiente que aplicações de calor superficial;
    • Prático: o aparelho é de fácil manuseio, com botões e LED indicativo de funcionamento, o visor de cristal líquido alfanumérico, tornam o uso simples e intuitivo;
    • Eficiente: o aparelho permite utilizar eletrodos capacitivos e indutivo, como possibilidade de aplicação, segura e confortável, de acordo com as necessidades terapêuticas de cada paciente;
    • Confiável: permite programar até 10 protocolos particulares, conferindo agilidade e praticidade a rotina clínica diária, além de possuir rodízios com travas que facilitam o deslocamento pelos ambientes;
    • Versátil: possui sintonia automática, em qualquer modo, o aparelho irá ajustar automaticamente o circuito para assegurar sempre a máxima transferência de energia de radiofrequência para o paciente, durante o tratamento.

    Indicações

    • Alívio da dor;
    • Redução dos espasmos musculares;
    • Diminuição da rigidez articular;
    • Contraturas musculares;
    • Aumento do fluxo sanguíneo local;
    • Condições inflamatórias crônicas;
    • Bursites;
    • Tenosinovites;
    • Sinovites;
    • Doença inflamatória crônica da pelve.

    Efeitos fisiológicos

    • Aumenta o fluxo sanguíneo local;
    • Diminui a inflamação local;
    • Alivio de dores e espasmos musculares;
    • Aumenta a extensibilidade do tecido colagenoso profundo.

    Associações terapêuticas

    • Sonopulse  1 e 3 MHz Ibramed: associado ao Thermopulse, o ultrassom irá potencializar o efeito anti-inflamatório e melhora do controle e redução da dor.
    • Laserpulse Ibramed: o laser possui efeitos analgésicos e de reparação tecidual, que associado ao Thermopulse, acelera o processo de recuperação;
    • Thork Ibramed: aparelho de ondas de choque que estimula os fibroblastos, associado ao Thermopulse, potencializa os efeitos auxiliando a vascularização e relaxamento muscular.

    Informações Adicionais

    • O Thermopulse produz campos elétricos e campos magnéticos com correntes de alta frequência oscilantes e são estes campos alternados que produzem os efeitos fisiológicos e os benefícios terapêuticos;
    • Nestas frequências a energia electromagnética é convertida em energia térmica pelo indução de correntes circulantes no tecido isolante. O efeito de aquecimento produzido por diatermia por ondas curtas auxilia o processo de cicatrização, gerando calor profundo no tecido, resultando em numerosos efeitos benéficos;
    • A aplicação do Thermopulse pode ser realizada em 3 modos, incluindo o pulsado (ondas curtas pulsadas não térmicas), isto é, permite que sejam emitidos disparos de energia eletromagnética a intervalos pré-programados de tempo, minimizando o efeito térmico para controle da dor, do edema e acelerar a cicatrização;
    • Diatermia por Ondas Curtas (DOC):
    • O Thermopulse produz um aquecimento detectável nos tecidos profundos, isso é denominado diatermia de nível térmico. O calor produzido é proporcional à densidade de energia aplicada e o maior aquecimento ocorre em tecidos com maior condutividade. A intensidade de potência é dada em watts (10 a 150 W);
    • Diatermia por Ondas Curtas Pulsado (DOCP):
    • O Thermopulse atua sempre em potência máxima (modo capacitivo: 150 W e para indutivo: 80 W), e apresenta frequência variável de 50 a 800 Hz com incremento de 10 Hz e duração de pulso variável de 100 a 400 µs com incrementos de 10 µs;
    • Diatermia por Ondas Curtas Pulsado Automático (DOCA):
    • O Thermopulse atua sempre em potência máxima (modo capacitivo: 150 W e para indutivo: 80 W). Porém, percorre automaticamente séries de varredura de frequências de 50 a 160 Hz e de 160 Hz até 50 Hz em passos de 10 Hz.
    • Com o Thermopulse é possível utilizar duas técnicas de aplicação:
    • Técnica Indutiva:
    • Nessa técnica, uma corrente elétrica é gerada dentro do aparelho e transmitida para uma bobina. Essa corrente, por sua vez, cria um campo magnético em ângulo reto com o fluxo da corrente, que é direcionado para a parte do corpo a ser tratada. Já o campo magnético, age apenas como um meio transportador, levando essa corrente até os tecidos. Utiliza um eletrodo em forma de hélice achatada e a espiral contida no tambor (mônode) deve ser aplicada paralelamente à superfície da pele.
    • Técnica Capacitiva:
    • Nesse tipo de técnica, o sinal de ondas curtas é aplicado com o uso de 2 eletrodos vulcanizados do mesmo tamanho, e precisam ser aplicados de maneira equidistante,  formando um ângulo reto com a pele;
    • Os eletrodos podem ser dispostos pelo modo longitudinal (um eletrodo em cada extremidade do membro), coplanar (ambos aplicados no mesmo lado do membro) ou contraplanar (um eletrodo em cada lado do membro).

    Conservação

    • Evite locais sujeitos a vibrações;
    • Evite ambientes úmidos, quentes e empoeirados;
    • Não bloqueie a ventilação da parte traseira do aparelho;
    • Certifique-se que a área em torno do cabo de força esta livre;
    • Não introduza objetos nos orifícios do dispositivo;
    • Desligue o equipamento da fonte de alimentação, e limpe com um pano limpo umedecido com água e sabão antibacteriano suave;
    • Se for necessária uma limpeza mais estéril, use um pano umedecido com um líquido de limpeza antimicrobiano;
    • Trave os rodízios quando posicionar o equipamento na posição desejada;
    • A instalação deve respeitar a distância de 10m² de outros aparelhos, se possível utilizar a gaiola de Faraday.

    Contraindicações

    • Dispositivo eletrônico implantado;
    • Pacientes com hemorragias ou risco de hemorragia;
    • Pacientes com quadros sépticos e empiemas;
    • Sobre áreas neoplásicas;
    • Sobre implantes metálicos, áreas onde os implantes foram removidos e implantes danificados;
    • Presença de edemas agudos;
    • Hipoestesia térmica (percepção térmica exagerada ou muito aguda);
    • Inflamações agudas;
    • Doença vascular obstrutiva com insuficiência circulatória;
    • Sobre o tórax;
    • Em gestantes ou sobre útero potencialmente grávido;
    • Pacientes com Distrofia Simpático Reflexa (Atrofia de Sudeck - fases I e II);
    • Trombose Venosa Profunda;
    • Sobre órgãos reprodutores;
    • Após laminectomia, espinha bífida;
    • Sobre seios carotídeos, gânglio estrelado cervical ou nervo vago;
    • Sobre região de tireóide;
    • Sobre epífise óssea de crianças e adolescentes em crescimento;
    • Cuidado com pacientes obesos: a diatermia deve ser usada com cuidado, pois pode aquecer a gordura excessivamente;
    • Cuidado especial deve ser tomado se a roupa do paciente  estiver molhada ou úmida, uma vez que as peças de vestuário podem aquecer mais rapidamente e mais intensamente do que o corpo do paciente;
    • Vestimentas de fibras sintéticas (perlon, nylon, etc)  não absorvem bem a transpiração e podem acumular umidade na pele, portanto, recomenda-se que as áreas do corpo em tratamento sejam despidas e secas.

    Itens Inclusos

    • 01 Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas;
    • 01 Cabo de força destacável;
    • 01 Kit Eletrodo Vulcanizado para Thermopulse Solid State;
    • 01 Kit Eletrodo Indutivo para Thermopulse Solid State;
    • 01 Cartela de fusíveis, contendo 2 fusíveis de 5A;
    • 01 Cinta para eletrodo indutivo grande.

    Acessórios Opcionais

    • Vendido separadamente:
    • ME01045A - Eletrodo Vulcanizado para Thermopulse Solid State e Compact - 1,25m - Ibramed.

    Especificações Técnicas

    • Thermopulse Solid State Ibramed – Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas;
    • Terapia: Diatermia por Ondas Curtas;
    • Aparelho gera energia de radiofrequência (alta frequência em 27,12 MHz);
    • Modo: DOC, DOCP e DOCA;
    • Sintonia automática: ajuste automático, assegurando sempre a máxima transferência de energia de radiofrequência para o paciente durante o tratamento;
    • Eletrodo: capacitivos ou indutivos;
    • Modo pulsado com variação de frequência automática: 50 a 800 Hz (incremento de 10 Hz);
    • DOC: Diatermia por Ondas Curtas;
    • DOCP: Diatermia por Ondas Curtas Pulsado;
    • DOCA: Diatermia por ondas curtas Pulsado Automático;
    • Saída de potência do modo capacitivo: 10 a 150 W (50 ohms);
    • Saída de potência do modo indutivo: 10 a 80 W (50 ohms);
    • Duração do pulso: 100 a 400 µs (com incremento de 10 µs);
    • Frequência de pulso: 50 a 800 Hz (com incremento de 10 Hz);
    • Tempo de tratamento: 1 a 60 minutos (incrementos de 1 minuto);
    • Área do eletrodo capacitivo: 270 cm² (cada eletrodo);
    • Área do eletrodo indutivo: 85 cm²;
    • Detém rodízios com travas de segurança;
    • Memória para 10 protocolos particulares;
    • Alimentação: bivolt automático.

    Ficha Técnica

    PotênciaModo Capacitivo: 10 a 150 W (50 Ohms) / Modo Indutivo: 10 a 80 W (50 Ohms)
    TerapiaDiatermia por Ondas Curtas
    Frequência27,12 MHz
    ModoContínuo, Pulsado e Automático
    Canais02 canais de saída para eletrodos capacitivos / 01 canal de saída para eletrodo indutivo
    EletrodosCapacitivo e Indutivo
    ProtocolosMemória para 10 protocolos particulares

    Pesos e Medidas

    • Dimensões do produto
    • Dimensões (C x L x A)
    • 77.0 x 39.0 x 39.0 cm
    • Peso Kg
    • 27.6
    • Dimensões da embalagem
    • Dimensões Embalado (C x L x A)
    • 48.0 x 48.0 x 90.0 cm
    • Peso Embalado Kg
    • 32.0

    Perguntas Frequentes

  • Sim, antes de iniciar o tratamento, certifique-se de que o paciente não esta utilizando pulseiras, anéis, relógios, fivelas, fechos de sutiã ou qualquer adorno metálico, incluindo telefone celular.
  • Pois isso irá interferir na transferência de energia ao paciente, reduzindo a eficiência terapêutica.
  • Não, os eletrodos não podem ser esterilizados, somente higienizados com pano limpo e macio.
  • O uso do Thermopulse restringe-se à Médicos e Fisioterapeutas, ou ainda a profissionais da saúde devidamente licenciados.
  • Os contraceptivos intrauterinos (DIU) que contém cobre, possuem uma quantidade pequena de metal e não constituem risco para as mulheres durante o tratamento com ondas curtas.
  • Sim, os equipamentos de comunicação por radiofrequência, sejam eles normais ou portáteis, causam interferência no aparelho.
  • Somente se a pessoa possuir alergia a silicone, caso contrário, não existe risco de efeitos danosos às células ou irritação potencial na pele do paciente.
  • Podem ser posicionados em 4 diferentes modos: Paralelo (coplanar) - eletrodos são colocados no mesmo lado da região a ser cuidada para tratar estruturas mais superficiais (ex: a musculatura paravertebral). Transversal (contraplanar) - eletrodos são colocados nos lados opostos da região a ser tratada para atingir estruturas localizadas profundamente (ex: articulações). Longitudinal - eletrodos são posicionados de forma que a energia passe transversalmente aos tecidos da região a ser tratada para atingir estruturas localizadas profundamente. Modo fogo cruzado - metade do tratamento é feito com os eletrodos na posição transversal e na segunda metade os eletrodos são reposicionados em ângulo reto.
  • Deverá ser aplicado paralelamente à superfície da pele. Em tratamentos, posicione o eletrodo indutivo em relação a área a ser tratada e use a cinta elástica para sua fixação.
  • A intensidade de potência deve ser ajustada de acordo com as necessidades terapêuticas e considerando principalmente o feedback do paciente sobre sua sensação térmica.
  • As diferenças estão basicamente no modo de aplicação e a profundidade de alcance de calor nos tecidos. Os equipamentos de diatermia por Micro-Ondas produzem uma corrente alternada de alta frequência em uma antena, é um equipamento útil para tratamentos de pequenas áreas, as micro-ondas geram mais calor nos tecidos com alta condutividade elétrica (músculos), entretanto, essa radiação penetra menos profundamente do que a Diatermia indutiva por Ondas Curtas.